[OFF] Nikki, a gata preta (e branca)

opinião
Texto escrito em 06/04/2007
“Minha esposa encontrou a Nikki, quase morrendo em frente ao trabalho, tendo espasmos, passando fome e frio e com a coluna torta, a bacia desconjuntada e a boca ferida. Alguém deve ter a atropelado ou ela foi vítima de agressão.
Ontem eu chorei muito quando cheguei em casa e a vi, num estado muito deplorável. Revoltante.
Fico pensando como o ser humano tem agido em relação ao seu próximo, o que incluiu os animais. Chorei demais, pois imaginava alguém dando um chute na boquinha dela ou em suas patas, sim, Nikki é um bicho.
nikki 001
Nikki, quando chegou
Estamos cuidando da gata, ela já está bem melhor, já anda, parou de miar desesperadamente. Ela é muito carinhosa, carente. A gente ainda não sabe o que fará com ela, creio que vamos colocá-la para adoção, não temos muitas condições de criá-la, moramos em condomínio e algum vizinho aqui já matou uma gata siamesa nossa.
Tenho raiva de quem odeia gatos, aqui no Brasil temos uma cultura em que os cães são considerados os mocinhos e os gatos os vilões, isto é um grande equívoco, uma grande babaquice. Há países onde os felinos são preferidos, ou ao menos, considerados em igual patamar com os cachorros.
Muito triste toda esta a ignorância em se julgar esta espécie como traiçoeira e sem sentimentos, quem fala isso nunca teve gato. Já tive vários, animais inesquecíveis, companheiros, carinhosos e engraçados. Parece que nos esquecemos que Deus criou também estes bichos. Ele assim o fez, para que pudéssemos cuidar deles, alimentá-los, ao invés de chutá-los a boca e quebrar suas patas e suas bacias. Ontem senti vergonha de pertencer a esta raça homo sapiens.
No que os homo sapiens têm fundamentado suas vidas? No sentimento, no doar-se? Ou no dinheiro, no status, no carro novo, na mulher gostosa, no namorado boa praça? Somos assim, o mundo jaz no maligno, e quem sofre são os mais fracos, os mais pobres, os indefesos, enfim, os inocentes.”
Hoje
Estamos em 2011 e não doamos a Nikki, obviamente. Hoje ela está mais linda do que nunca, saudável, recuperou-se praticamente de todas as suas mazelas.
Toda vez que leio o texto de 06/04/2007 toda a história se passa na minha cabeça como se fosse ontem. É inacreditável ver a gata hoje, não parece o mesmo animal!Foi uma satisfação muito grande poder ter ajudado esta vida, na verdade não foi ela a “sortuda” na história, os sortudos fomos nós, que encontramos simplesmente o bicho mais perfeito e inocente que já vi na vida, uma prova viva da existência de Deus.
Nikki hoje!
Sei que este texto nada tem a ver com games, mas vou procurar, de vez em quando, dar uma diversificada nas coisas, mesmo porque respiro outros interesses também.
Eu e a Nikki
Siga @Tandrilion no Twitter
Share on Google Plus

About Sandro Vasconcelos

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

9 comentários:

  1. É realmente muito bom ver que hoje ela tá bem e está sendo muito bem cuidada. Muitas pessoas passariam pela gata na rua e deixariam lá mas vocês não só a acolheram como cuidaram dela e hoje ela está boa.

    Show mesmo cara, aplaudo sua iniciativa.

    ResponderExcluir
  2. Linda bichana!
    Muita expressão de sentimento. Muito humano mesmo.

    O mundo precisa de seres humanos de verdade, pessoas edificantes.

    Parabéns pra Nikki. Parabéns pela constituição de uma nova família!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado @NostallgiaBR

    Obrigado Anônimo!

    ResponderExcluir
  4. Mais que coisa linda essa história.
    A Gata tá muito amada, querida!!

    Vai ter filhotinhos?

    ResponderExcluir
  5. @ritalinando

    Pois é, não contei no texto, mas quando achamos esta gata, ela estava prenha. Entretanto, por causa da agressão, o útero dela se rasgou e os filhotes ficaram alojados, mortos obviamente, em uma cavidade próxima ao estômago. Os ovários dela foram destruídos também, o que acabou a deixando estéril. Fizemos cirurgias para retirar os gatos e o que restou do aparelho reprodutor dela, o veterinário não conseguia explicar como a Nikki tinha sobrevivido.

    Mas graças a Deus tudo isso passou e hoje ela está bem!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal sua história, meu caro! Eu também adoro gatos, mas por não cuidar direito nem de mim, prefiro não ter um em casa. Parabéns pelo seu exemplo e que sirva de inspiração para outras pessoas fazerem o bem, não importa que ser vivo seja o beneficiado. Até mais!

    ResponderExcluir
  7. Eae blz?
    coloca meu link na matéria '' primeiro console agente numca esquece''
    http://dosersgames.blogspot.com/2011/05/o-primeiro-console-gente-nunca-esquece.html
    Valeu!

    ResponderExcluir
  8. Nada contra os cachorros, mas os gatos são fundamentais. Sempre tive gatos e me sinto confortável para dizer que eles são tudo de bom, carinhosos, sem odor, silenciosos, razoavelmente independentes, fofos e gostosos de afagar. Além do mais, eu sou alérgico a cachorro e não a gatos. Hoje eu tenho só uma, a Medéia, que na verdade pertence à minha esposa de antes de nos casarmos. É uma persa muito cínica, a característica que eu mais gosto nela. O meu persa morreu de um infarto fulminante e só deixou boas memórias, pois foi o gato mais querido que eu já tive. Long live the cats!!!

    ResponderExcluir
  9. @Robson Vieira

    Obrigado!

    @fermio0100

    Gosto do cachorros também, faço a maior folia com eles quando vou na casa dos outros. Mas prefiro gatos exatamente pelos motivos que citou. Long live the cats!

    ResponderExcluir